Ives Gandra Martins comenta decisão do STF a respeito da restrição do foro privilegiado.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *